Semma certifica oito produtores de água da microbacia de Linda Aurora, em Atílio Vivácqua

Em solenidade que marcou o encerramento de um ciclo do Projeto Águas da Nossa Comunidade, da Prefeitura de Atílio Vivácqua, a Secretaria Municipal de Meio Ambiente (Semma), responsável pelo desenvolvimento desta iniciativa, certificou oito produtores rurais da microbacia de Linda Aurora, por terem realizado o cercamento e reflorestamento no entorno de nascente e cursos d’água.

O evento foi promovido nesta terça-feira (30), no auditório da Secretaria Municipal de Educação (Seme). Estiveram presentes o prefeito Josemar Machado Fernandes, o secretário municipal de Meio Ambiente, Marcio Menegussi Menon, e outras autoridades e convidados.

Adelma Nogueira Abreu Pogian, Adelson Nogueira de Abreu, Anselmo de Paulo Nogueira, Paulo Martins de Oliveira Junior, Erika de Carvalho, Alessandra Teixeira Abreu, Fernando Brito Abreu e Aloiso Claúdio Fernando Abreu são os produtores que foram certificados na ocasião, com os quais a Semma firmou os primeiros contratos de Pagamento por Serviço Ambiental (PSA).

O secretário da Semma explicou que a certificação teve como objetivo celebrar o final do contrato de dois anos do projeto, por meio do qual foi pago o valor total de R$ 12.098,18 pelo cercamento de nove nascentes e três cursos d’água, que correspondem a aproximadamente 6 hectares de área cercada e em processo de restauração florestal.

“Para nós, é uma honra desenvolvermos este projeto, baseado em legislações das esferas municipal, estadual e federal, que tem como intuito restaurar e recompor áreas de proteção permanente (APP) para a produção de água e de floresta, ampliando, assim, a cobertura verde do município, bem como aumentando e melhorando a quantidade de água que abastece, neste caso, a região da Linda Aurora”, salientou Menon.

Ele também frisou a importância da participação dos parceiros que tornaram o PSA possível: a Margramar, que doou o material para cercamento; o Instituto Pacto pelas Águas Capixabas, a Selita, o Sicoob, a Universidade Federal do Espirito Santo (Ufes) e o Movimento Empresarial Sul Espirito Santo (Messes), que colaboram com a disponibilização de mudas. 

“É possível se desenvolver economicamente e, ao mesmo tempo, preservar o meio ambiente. Um exemplo disto é Atílio Vivácqua, pois temos, hoje, cerca de 70 indústrias, em diferentes áreas de atuação, e temos colocado em prática uma série de ações sustentáveis. Somos o primeiro município do Espírito Santo a viabilizar o PSA com recursos próprios”, destacou, em sua fala, o prefeito atiliense.

Ainda durante a solenidade, Josemar assinou a autorização para publicação do segundo Edital para continuidade do projeto de Pagamento por Serviço Ambiental, previsto para ser aberto nos próximos dias. 


 

Publicado em quarta-feira, 01 de dezembro de 2021

Copyright © 2021 Prefeitura Municipal de Atílio Vivacqua. Todos os direitos reservados.

Logo da Alphatec Tecnologia da Informação

Política de Privacidade

Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com as condições contidas nela.